Novembro da Consciência Negra

A comemoração do Novembro da Consciência Negra proporcionada pela Faculdade de Direito 8 de Julho visa abrir espaço para o diálogo e a reflexão acerca da construção da identidade negra a partir das especificidades culturais e históricas de origem africana, contemplando a necessidade de valorização da identidade étnico-cultural desses povos. Dessa forma, nos dias 20 e 21 de novembro teremos um momento de valorização da construção social e histórica proporcionada pelos negros e negras em nosso país.
Para isso, acontecerão atividades de formação voltadas para comunidade externa, com a participação da comunidade acadêmica desta instituição de ensino superior em que serão realizadas novas discussões para extensão e ampliação do debate temático.
No primeiro momento será realizado debate acerca da temática com a participação de expoentes da sociedade civil.
O segundo dia de comemoração contará com a participação de grupos representativos da cultura afrodescendente, além da apresentação um filme sobre a temática seguido de uma reflexão e debate.
O evento contará com 8 horas de extensão.

20 de novembro

Horário: a partir das 19h

Juventude Negra no Brasil: Desafios.

Taíres Santos

Cotista, Estudante Especial de Pós-Graduação da UFS, Deputada Estadual Suplente de Sergipe pelo PT, Farmacêutica, Coordenadora Nacional do Coletivo Quilombo, Ex-diretora da União Nacional dos Estudantes

Racismo Institucional e a Atuação do Negro no Judiciário.

Edinaldo César

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe. Mestre e Especialista em Direitos Humanos. Professor de Políticas Raciais. Membro do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura CNPCT (2014-2016).

21 de novembro

17:45h - Apresentação de Roda de Capoeira

Abadá-capoeira

A Abadá-Capoeira é uma entidade sem fins lucrativos, que tem como objetivo a difusão da cultura brasileira através da Capoeira.

18:30h - Filme CORRA!

Ramon Andrade

Bacharel em Direito. Mestrando em Direitos Humanos.

Alexis de jesus

Professor de Direito e Doutorando em Educação (PPGED/UFS). Atualmente desenvolve pesquisas sobre genocídio da população negra, racismo na formação jurídica e movimentos sociais em Sergipe. Mestre em Educação. Representa o NEABI/UFS - Núcleo de Estudos Afro Brasileiros e Indígenas

INSCRIÇÃO PRESENCIAL GRATUITA NO 1º DIA DO EVENTO

CERTIFICADO DE 08 HORAS, e com frequência de, no mínimo, 75% de presença.

APOIO